Thomas Edson Falcão


Entrevista a Thomas Edson Falcão, ex-boxeador da seleção brasileira que
trabalha atualmente como treinador de Boxe.

Com que idade você começou a treinar Boxe?
Comecei meu treinamento aos oitos anos.

Quem foram seus primeiros treinadores?
Meu primeiro treinador foi meu pai, Touro Moreno.

Quais foram as maiores dificuldades que você teve em sua carreira como competidor? 
Minha maior dificuldade foi com quando eu tinha 17 anos quando lesionei o meu ombro esquerdo com um golpe no vento durante uma luta.

Conte sobre sua passagem pela seleção brasileira?
Meu irmão Yamaguchi falcão sempre foi o nosso segundo pai,sempre querendo nos ajudar e em 2009 ele ja estava na seleção brasileira e foi ele quem nos ajudou em todos os momentos de nossas carreiras, foi ele que levou eu e Esquiva Falcão para São Paulo,um ano antes ele tinha levado esquiva para um clube de Boxe em São Paulo,e logo em seguida me prometeu que me levaria para São paulo mais não para lutar e sim para jogar futebol,e no ano seguinte ele cumpriu com sua promessa, e na época ele conversou com os dirigentes da seleção brasileira de Boxe dizendo se eu poderia estar no alojamento da seleção até eu fazer alguns teste nos clubes de futebol por perto, então a seleção permitiu, e nesse processo de espera por um teste de futebol, Yamaguchi teve a brilhante idéia e me disse olha Thomas já que você sabe Boxe des de pequeno vamos ir treinar junto com a galera da seleção para você continuar em forma,então fui treinar e após alguns treinos os técnicos da seleção gostaram da forma que boxeava do meu estilo e sempre diziam que eu era muito bom para ficar jogando futebol,e em seguida veio o convite para participar da seleção brasileira de Boxe e então aceitei o convite, tive apenas uma leve passagen de 2009 a 2010, não consegui me manter lá pois eles precisavam de atletas 100%, e como eu disse eu ja tinha me lesionado antes e no ano seguindo com toda delicadeza me dispensaram.

Você teve proposta para passar ao Boxe profissional, porque não rolou? 
Tive proposta para passar para o profissional, para mesma empresa do Vitor Jones e Popó Freitas, mais uma vez não deu certo por conta da lesão que sofri em aos 17 anos.

Quando você começou a dar aulas de Boxe? 
Apesar de ter tentado lutar Boxe, eu sempre tinha em mim a mentalidade de treinador, isso des dos meu 8 anos, gostava muito de ensinar aqueles que não sabiam, gostava e gosto de desavio, gosto de ensinar àqueles que falam que não tem futuro, àqueles que foram até regeitados por até alguns treinadores, treino e mostro para todo mundo que se a pessoa confiar em e no meus treinos dai em diante ele será não apenas mais um atleta e sim será o atleta de seleção de conquistas e etc… Então depois desse meu meu contrato com a Banner Promotions não dar certo, Yamaguchi mais uma vez me surpreende com uma grande proposta de fazer parte da equipe técnica TEAM YAMAGUCHI,e estou até hoje tento ajudar o possível dentro e fora do ring, acredito que será e irá realizar o nosso sonho de ele não apenas conquista o cinturão mais sim de conquistar e manter pelo resto de sua estrada.

Além de dar aulas de Boxe, você também trabalha como treinador de boxeadores profissionais e amadores. Como você concilia o treinamento da turma que vai competir e da que teina de forma recreativa? 
Quando eu era boxeador o sonho que tive era ser campeão mundial, depois que passei a ser treinador o meu sonho e minha meta e ter a minha própria equipe, em que eu possa subir junto com eles e colocar no peito de cada um uma medalha seja onde for, hoje treino 4 meninos que digo a eles todos os dias que eles têm talendo e futuro para caminhar no Boxe por longa datas, que são Diego Gonçalves,
Gabriel Moura, Derik Naor e Thiago Santos, devagar irei montando meu campo de treino e digo mais logo logo esses meninos estará disputando grandes campeonatos dentro e fora do Brasil.

Onde você está dando de aulas de Boxe atualmente? 
Hoje dou aula de boxe na academia Imperium de Jacaripe, ES, e Academia Serra Fythi, que com o apoio dessas duas academias mantenho a parte de treino com meus meninos, sou grato à todos que nos incentivam a continuar nosso trabalho e que estão torcendo por nós, e aqueles que não acreditam em mim e nesses meninos apenas um recardo: Aguarde e verás.

Por favor, deixe uma mensagem ao pessoal que está iniciando-se como boxeador e aos fans do Boxe em geral.
Deus estará com cada um de vocês seja em que caminho for,seja feliz na estrada que deve seguir e não força aquilo que não seja para você encontre o caminho certo para você então sera feliz em dobro.Para finalizar em minha vida levo duas palavras muito importante, uma é A felizidade do Senhor E a felizidade no Senhor.
Descifre você mesmo e quando conseguir explicar encontrar a felicidade adequada.

Por Márcio Reginatto – Boxeando.Net