O que fazer quando um dos boxeadores cai para fora do ringue?


Vídeo:

No caso em que o evento ocorra por um golpe limpo:

O árbitro deve contar 20 segundos (em oposição aos 10 habituais) para o lutador entrar no ringue e voltar a jogar.

A contagem de proteção deve ser de 18 segundos, o que significa que se o lutador sobe muito rapidamente para o ringue, o árbitro é obrigado a contar até 18 antes de deixá-lo continuar lutando.

O lutador não pode receber ajuda de nenhum tipo da equipe técnica ou de seu próprio canto. O contato só poderá se proteger e não ajudá-lo. No caso em que o canto ajuda o lutador, pode ser motivo de desqualificação.




Se o lutador não pode entrar no ringue antes da contagem de 20, ele será considerado um nocaute em favor de seu rival. Se ele consegue subir, mas o árbitro não o vê em boas condições na contagem de 18, ele perderá por nocaute técnico.

Se o pugilista cai na borda do ringue, mas fora das cordas, a contagem deve ser de até 10, como em uma queda convencional.

No caso de um boxeador cair do ringue por uma ação ilegal de seu rival:

No caso em que ele possa continuar, o árbitro deve chamar o centro do ringue ao ofensor e receber um ponto. Se houver um corte ou lesão por causa disso, você deve subtrair dois pontos.

Se a ação for mais séria e o boxeador não puder continuar, o árbitro terá que desqualificar o agressor




Caia fora do ringue por uma causa acidental:

Nessa situação, não haverá contagem. O árbitro espera que o boxeador suba e pede para ele checar com o médico.

Se a ação acidental envolve ambos os lutadores, mas apenas um cai, o árbitro pede tempo e chama o médico para analisá-lo. Se o combate ultrapassou o quarto round, e o pugilista que caiu por acidente não pode continuar, o combate vai aos pontos até este round. Se a luta não passou do quarto round, é considerada sem decisão.

Se a queda acidental for causada por movimentos bruscos ou descuidos do próprio boxeador e não puder continuar, será considerado um nocaute técnico, já que o adversário não esteve envolvido na queda do ringue.

Fonte: WBA Boxing

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.