Canelo-Kovalev: Combate fraco com um nocaute excelente


Muito se esperava deste combate dados os boxeadores envolvidos. A noite foi de muitos combates, em diferentes lugares, assisti pelo Canal Space, mas estive vendo outros combates pela ESPN 1, combates que eram relevantes e também devido a demora entre cada luta em Las Vegas. O foco dessa postagem será nos combates preliminares de Canelo-Kovalev.


Seniesa Estrada vs. Marlen Esparza
Um combate sensacional, onde as boxeadoras já na pesagem mostraram o quando queriam se enfrentar e a bronca que tinham uma da outra. O encontro era pelo título mundial interino da WBA, houveram muitos choques de cabeça, o combate foi parado no nono round e não se podia entender se o árbitro havia parado o combate ou se havia declarado uma vencedora, logo se informou que o combate ia aos pontos e Seniesa Estrada foi declarada campeã com as seguintes pontuações: 88-83, 89-82 e 90-81.
Um dos fatos mais chamativos foram os rounds a 3 minutos, algo que eu pessoalmente só havia visto mulheres combater a rounds de 3 minutos em 2017, onde a argentina Alejandra Oliveras e a mexicana Lesly Morales se enfrentaram na localidade de Cutral Có, Argentina.
Ryan García vs. Romero Duno
O americano Ryan Garcia enfrentou ao filipino Romero Duno, em jogo estavam os títulos NABO da WBO e o título Silvar WBC, ambos na divisão leve. García foi pra cima de Duno e o nocaute veio em seguida, um combate muito rápido. García já vinha sendo criticado pelo seu atraso, mas logo do nocaute foi bastante elogiado por todos. O que vem agora para Ryan é enfrentar adversários realmente relevantes para formar sua carreira de maneira sólida, tem juventude e muito talento, está trabalhando com Eddy Reynoso que é treinador de Canelo desde sua base.



Saul ¨Canelo¨ Álvarez vs. Sergey Kovalev
O russo Kovalev colocou seu título mundial WBO dos meio pesados ante o mexicano Canelo Álvarez que é um peso médio.
Kovalev há apenas dois meses teve um confronto com Anthony Yarde, onde mesmo vencendo por nocaute técnico, Kovalev recebeu golpes realmente duríssimos. Então o russo teve dois meses para a preparação deste combate, somando a recuperação do combate anterior, aliados aos 36 anos, um historial de guerras em cima do ringue e seu declarado problema de alcolismo. No dia da pesagem, Sergey se pesou quatro vezes e como em um ato de mágica na quarta tentiva deu o peso, deixando uma enorme interrogaçãp em todos presentes no local. Logo foi anunciada a famosa clausula da rehidrtação, aquela mesma que foi negada por Canelo no site do jornalista Carlos Nava, mas que sim de fato existia e que só ficamos sabendo pelo jornalista da ESPN Dan Rafael. Canelo é um excelente boxeador, é jovem e poderia fazer excelentes combates em sua divisão ou mesmo em super welter, no entanto, acaba perdendo sua credibilidade e recebe muitas críticas ao nocautear pesos maiores e ir aos pontos em sua divisão. O combate foi fraco, não vi sem a sombra do Kovalev e suas guerras, Canelo estava muito bem e seu nocaute foi excelente. Dada a bagagem já aqui dita que Kovalev levava, o desafio maior era dele, e não de Canelo em combater nesta divisão.
Por Márcio Reginatto
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.