2019 um ano Campeão para o Boxe Brasileiro



O Boxe brasileiro somou dois campeões mundiais este ano de 2019, até então os
boxeadores que haviam conquistado um título mundial dos quatro principais organismos eram: Eder Jofre, Miguel de Oliveira, Valdemir “Sertão” Pereira, Acelino “Popó” Freitas e Rose Volante.
Em março Geovana Peres se consagrou campeã mundial e em novembro foi a vez de
Patrick Teixeira conquistar o Mundo. Já que estamos falando em campeões do Mundo,
porque não aproveitar o ensejo e incluir a campeã mundial amadora, Beatriz Ferreira,
fazendo com que 2019 seja um ano incrível para o Boxe brasileiro.

Com a vitória de Patrick, muitos jornalistas e portais do Boxe mundial já estão falando um combate com o argetino Brian Castaño para 2020. Castaño foi campeão mundial pela WBA e está rankeado para lutar com Patrick. Seria um combate perfeito, como foi outro grande duelo entre Acelinos Freitas com Rodrigo “La Hiena” Barrios, onde os pugilistas deram uma verdadeira Guerra em cima do ringue.

Geovana Peres
Começou a boxear há 4 anos na Nova Zelândia, país onde reside a brasileira que é natural da cidade mineira de Bueno Brandão. Peres foi campeã Mundial na divisão meio pesado pela World Boxing Organisation (Organização Mundial de Boxe) ao vencer por decisão unânime a Lani Daniels no dia 30 de março de 2019, já fez uma defesa no dia 4 de outurubro do mesmo ano, onde venceu a canadense Claire Hafner com um nocaute técnico no oitavo round. O record profissional de Geovana é de 8 vitórias e uma derrota. Ainda não há uma data para uma próxima defesa, mas estou sempre em contato com Geovana e assim que houver alguma notícia estaremos publicano aqui.

Bia Ferreira
Nascida em Salvador, Bahia, 27 anos, se consagrou campeã Mundial pela
AIBA, no dia 13 de outubro. O campeonato Mundial foi celebrado em Ulan-Ude, na Rússia,
na final a brasileira enfrentou a chinesa Cong Wang e foi a vencedora, tornando-se
campeã mundial na divisão dos 60 kg.
Haver vencido o Mundial ainda não lhe dá uma vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio
2020, para consquistar esse lugar em Tóquio Bia disputará um torneio seletivo das
Américas em Buenos Aires em março de 2020, essa competição será organizada pela
Federação de Ginástica e não pela AIBA (que regulou o esporte nas Olimpiadas até 2016).
Bia Ferreira é filha de Raimundo Ferreira, mais conhecido como Sergipe no ambiente do
Boxe. Sergipe foi três vezes campeão baiano e duas vezes campeão brasileiro.

Patrick Teixeira
Da cidade de Sombrio, santa Catarina, aos 28 anos se consagrou
campeão Mundial pela pela World Boxing Organisation (Organização Mundial de Boxe) ao
vencer por pontos o dominicano Carlos Adames no dia 30 de novembro de 2019.
Patrick era o segundo colocado do ranking da WBO e Adames o primeiro, o combate seria
para decidir que iria combater com o mexicano Jaime Munguía por este mesmo título que
Teixeira conquistou, no entanto, Munguía mudou de divisão e abriu mão do título.
Patrick tem hoje um record de 31 vitórias e uma derrota, em seu combate anterior a
Adames havia vencido o mexicano Mario Alberto Lozano por pontos no México fazendo a
primeira defesa do seu título Latino também da WBO.

Por Márcio Reginatto

Esta entrada foi publicada em Uncategorized. Adicione o link permanente aos seus favoritos.